Buscar
  • Vagley Harry

Grupo Tarifário de Energia – Quais são e sua importância!

Vamos explicar um assunto onde aqueles que já são mais antenados e que fazem uma Gestão de Energia na rotina da sua empresa, já devem conhecer através de suas faturas e o impacto que traz na hora de pagar sua conta. Agora, para aqueles que não conhecem, será um assunto e uma área muito importante para gestores e tomadores de decisão estarem cientes e alinhados, afinal: interfere diretamente no quanto você gasta com energia elétrica. Trata-se do grupo tarifário a que a empresa/indústria pertence! Se você não faz ideia do que seja isso, ou se já ouviu o termo mas não tem ideia do que ele quer dizer ou como pode impactar a empresa, bora que eu vou fazer uma explicação bem simples e prática!


O que é um Grupo Tarifário?


V amos começar pela base: os grupos tarifários são o meio de classificação fixo das Unidades Consumidoras, para que assim seja possível separar e organizar os consumidores a partir da tensão que lhes será fornecida! Hoje no mercado são divididos em 2 grandes grupos, o Grupo A e o Grupo B.


Grupo A


De uma forma bem prática, o Grupo Tarifário A serve aqueles que irão receber energia de média e alta tensão (no caso, de 11,9 kV até 138 kV), às vezes usamos os termos MT e AT, média tensão e alta tensão respectivamente. Aqui se encaixam todas as médias e grandes empresas, indústrias e estabelecimentos comerciais de grande porte. A principal diferença deles para o consumidor do Grupo B: a complexidade de sua tarifação é maior!

A demanda contratada é um exemplo, assim o sistema de distribuição de energia saberá o quanto aquele estabelecimento irá precisar e já se planejar, para distribuir energia da melhor forma possível. Se não faz ideia do que é a demanda contratada, pode ler nesse outro artigo.

Existem também alguns Subgrupos do Grupo A, (você pode encontrar o seu no cabeçalho da fatura de energia), então vou listar aqui para vocês:

  • A1 – tensão de fornecimento igual ou superior a 230 kV;

  • A2 – tensão de fornecimento de 88 kV a 138 kV;

  • A3 – tensão de fornecimento de 69 Kv;

  • A3a – tensão de fornecimento de 30 kV a 44 kV;

  • A4 – tensão de fornecimento de 2,3 kV a 25 kV;

  • AS – tensão de fornecimento inferior a 2,3 kV, a partir de sistema subterrâneo de distribuição;

Características principais do Grupo A:

  • Eles possuem Demanda Contratada, além de poder tomar multa de demanda de ultrapassagem e ter custo diferenciado por demanda não utilizada

  • Para alguns clientes pode existir a complexidade da Sazonalidade

  • Pagam a Energia Reativa – Fator de potência

  • Podem escolher seu fornecedor de energia – veja como funciona

  • Podem optar pelo Azul e Verde (esse assunto dei um pouco mais de atenção logo abaixo).

Para finalizar o Grupo A, os integrantes também devem se preocupar com a Tarifa Horo Sazonal, que está diretamente ligada à sua demanda contratada e energia consumida no Horário de Ponta e Fora ponta. A Tarifa Horo Sazonal é dividida entre Azul e Verde:

  • Na Azul, os consumidores enquadrados nessa modalidade possuem duas tarifas diferentes para demanda e duas tarifas diferentes para consumo dependendo do horário de consumo, ambas diferentes nos horários de ponta e fora ponta.

  • Na Verde: os consumidores enquadrados nessa modalidade possuem duas tarifas diferentes para consumo, dependendo do horário de consumo e uma tarifa única para demanda de potência.

Dependendo de qual Subgrupo você está no Grupo A, esse será um dos critérios para verificar qual é o enquadramento ideal no seu caso! Nesse caso, fique a vontade para ler esse conteúdo que irá explicar tudo sobre Enquadramento Tarifário Azul vs. Verde: qual o melhor?


Grupo B


Agora que já falamos do Grupo A, o Grupo tarifário B fica muito mais simples: são os consumidores de baixa tensão (até 2300 V), ou seja, residências, comércios, pequenas propriedades rurais e indústrias pequenas. Diferentemente do Grupo A e toda sua complexidade, aqui no Grupo B o foco reside em pagar pelo consumo de energia em sua maioria (kWh). Além da Tarifa convencional, o Grupo B pode escolher pela tarifa branca, que de um modo simples, possui valores diferentes para consumo em horários diferentes do dia.

Também listei os Subgrupos do Grupo B:

  • B1 – Classe residencial e subclasse residencial baixa renda;

  • B2 – Classe rural

  • B3 – Outras classes: industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio;

  • B4 – Classe iluminação pública

Características do Grupo B:

  • Não podem escolher seu fornecedor de energia, só podem comprar energia (modo convencional).

  • Não precisam contratar demanda, mas pagam custo de disponibilidade.

  • Não pagam pela energia energia reativa.

  • Podem optar pela Tarifa Branca – possui valores diferentes para consumo em horários diferentes do dia.

Por que é importante saber qual o seu Grupo Tarifário?


Para os consumidores de energia do Grupo A, é extremamente importante saber que você se encontra nele e principalmente, se está tomando as melhores decisões em relação ao seu uso de energia e à sua contratação. Então agora com a explicação das características do Grupo A definida, faça essa pergunta: você acha que a sua empresa está fazendo as melhores escolhas? Tal resposta que irá traçar o melhor caminho em busca de melhorar a sua Gestão de Energia, então caso após isso você ache que não esteja tomando as melhores decisões, fique à vontade para chamar nossos especialistas para podermos ajudar!

Uma boa Gestão de Energia começa através dos principais detalhes. Muitos procuram a Volt Steel Engenharia em busca de melhorar a eficiência energética, o qual a Demanda Contratada e o controle de produção no Horário de Ponta e Fora de Ponta são fatores que podem estar gerando gastos desnecessários! Caso sua empresa/indústria não esteja familiarizada ou não faça uma gestão de energia, fique a vontade para chamar a nossa equipe!


Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com nossa equipe!

Acompanhe sempre as postagens aqui no blog!




2 visualizações0 comentário