Buscar
  • Vagley Harry

Aprenda aqui Sobre Elaboração de Projetos Elétricos

Atualizado: 27 de fev.


Quando estamos construindo uma casa, temos que pensar em muitos detalhes importantes para a elaboração de projetos elétricos.

Não é tão simples assim deixá-la prontinha para morar, são necessários muitos projetos e profissionais para que tudo fique pronto.

Para elaboração de projetos elétricos, é necessário haver um engenheiro eletricista, além de muitas informações relacionadas à rede elétrica.

Para isso, é preciso que o trabalho seja feito com muita organização e padronização.

A definição das unidades consumidoras é um passo importante.

Para fazer um projeto, temos que seguir uma receita, e ela é dividida em fases e etapas. Dentro das fases, temos que fazer cálculos iniciais, planta baixa de instalações, planta baixa da alimentação e outros detalhes.


Elaboração De Projetos Elétricos

A definição da área e perímetro de cada cômodo a partir da planta baixa da residência é muito importante para a elaboração do projeto.

Os projetos precisam seguir regras, e uma delas pede o dimensionamento elétrico de uma casa.

Para isso, precisamos calcular área e perímetro dos cômodos da residência / local.

Calculando esses itens, poderemos determinar a potência da iluminação e das tomadas de uso geral dentro da residência, para posteriormente, calcularmos os condutores e disjuntores adequados.


Cálculo da Área

A área do cômodo irá determinar também a potência de iluminação em cada cômodo e, para isso, é preciso fazer o dimensionamento da iluminação de acordo com a norma NBR-5410 2004.


Cálculo do Perímetro

De acordo com a norma, em cada cômodo deve haver pelo menos um ponto de luz fixo no teto, e em cômodos maiores que 6 m² a carga mínima precisa ser de 100 VA e mais 60 VA para cada aumento de 4 m² inteiros.


Dimensionamento Das Tomadas De Uso Geral (TUG’s)

Outro ponto importante do projeto elétrico é o dimensionamento das tomadas de uso geral (TUG’s) por cômodo, que é estabelecida pela NBR-5410 2004 e também leva em consideração o perímetro calculado.

A partir da definição do perímetro do cômodo, também será definida a quantidade de tomadas nos cômodos.

Em banheiros, deve ser previsto pelo menos um ponto de tomada; em cozinhas, copas, áreas de serviço, lavanderias, também deve ser previsto pelo menos um ponto para cada 3,5 m de perímetro – cada cômodo prevê uma quantidade de acordo com suas dimensões e suas necessidades.

Além das tomadas de uso geral, o projeto precisa fazer um levantamento de necessidade de tomadas de uso específico (TUE’s), que são tomadas para outros equipamentos como fornos, chuveiros, etc.


Cargas

É necessária também a definição de potência elétrica da iluminação para TUG’s e TUE’s que dependerá de cada cômodo.

Na sala, por exemplo, a potência de iluminação, os primeiros 6 m² determinam 100 VA.

Depois de definida a potência de todos os cômodos, podemos calcular a demanda da instalação, para definir a verdadeira carga que será utilizada.

Depois disso, a separação de circuitos em função das potências deve ser definida.

De acordo com a norma NBR-5410 2004, a instalação deve ser dividida em quantos circuitos forem necessários, e eles devem ser individualizados pela função dos equipamentos que alimentam.


É preciso definir também as proteções, disjuntores e diferencial residual

Que servem para interromper automaticamente a parte elétrica.

Chegou a hora do desenho do diagrama unifilar na planta baixa, que é um desenho que utiliza a simbologia específica de uma instalação elétrica, e indica os pontos de luz, a posição dos eletrodutos, quadros de distribuição, divisão dos circuitos e condutores.

Depois de definido esses pontos, o último passo será a definição da lista de material necessária para a instalação residencial.

Essa lista deve conter todos os acessórios e materiais que serão usados para fazer a instalação.

Sempre lembrando que os materiais para fazer a rede elétrica devem ser de qualidade para que a instalação fique mais segura possível.

Não se esqueça: todo o processo de elaboração de projetos elétricos residenciais ou até mesmo de prédios comerciais precisa ser feito e revisado por profissionais da engenharia elétrica.


Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com nossa equipe!

Acompanhe sempre as postagens aqui no blog!

50 visualizações0 comentário